AVCB, Prevenção e Combate a Incêndios no Condomínio


Ocasionalmente acompanhamos notícias de casos de incêndios de grandes proporções e com muitas vítimas em ambientes fechados. Mais do que se imagina, os incêndios no condomínio também podem acontecer e se transformar em tragédias ou, no mínimo, em muitas despesas inesperadas e dores de cabeça. Para evitar este problema, os condomínios devem estar garantidos com o AVCB e algumas normas de segurança.

 

O que é AVCB?

AVCB ou Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros é um laudo concedido pelo Corpo de Bombeiros a todos os locais fechados e que comportem grande número de pessoa. O documento certifica que tudo está de acordo com as normas de segurança contra incêndio. No caso de condomínios não é diferente, e constitui uma tranquilidade para o síndico.

 

Para obtenção do AVCB, alguns procedimentos são necessários, tais como reunir alguns documentos e laudos e ter os equipamentos de segurança em dia. Confira:

  • Atestado de brigada de incêndio: Todo condomínio deve ter uma brigada de incêndio, ou seja, um grupo de moradores capacitados para agir na prevenção e no controle de incêndios;
  • ART de para-raios: Anualmente, de acordo com a lei, deve ser realizada a medição ôhmica do aparelho;
  • ART das instalações de gás: Garante que a tubulação não apresenta vazamentos;
  • Atestado comprovando que o grupo gerador funciona perfeitamente e laudo elétrico garantindo que as instalações elétricas não apresentam nenhum problema;
  • Atestado de itens de segurança no combate ao incêndio: Extintores, hidrantes, sinalização de emergência, portas corta-fogo, etc.

A lista é extensa e o laudo pode custar caro. Mas trata-se de um investimento importante, uma vez que garante a segurança dos condôminos.

E fique de olho: No caso de um acidente, se o condomínio não estiver com o AVCB em dia, não receberá o dinheiro do seguro.

 

Procedimentos para evitar incêndios:

como prevenir incêndios no condomínio e conseguir o avcb

 

Extintores

Verificar o manômetro de todos os extintores para ver se não ocorreu despressurização e recarregar caso tenha ocorrido. Em cada andar deve haver pelo menos dois extintores atendendo as classes de fogo A, B e C.

 

Verificar o tempo para recarga e teste hidrostático

A recarga deve ser feita anualmente e o teste hidrostático a cada cinco anos. Enquanto extintores estiverem fora para recarga, a empresa responsável deve garantir a reposição temporária de todos os extintores removidos. Certifique-se através do selo do extintor se a instituição que fez a manutenção é credenciada pelo Inmetro. Verifique o lacre se não está violado.

 

Mangueiras e hidrantes

Hidrantes devem ter a mangueira enrolada de forma correta, bico e chave “Storz”. A mangueira e a caixa do hidratante devem estar secas para não apodrecer a mangueira. Manter sempre o registro do barrilete do hidrante aberto. Desenrolar a mangueira e fazer o teste hidrostático. Conferir os hidratantes anualmente.

 

Portas corta-fogo

Devem ser mantidas sempre fechadas, sem trancar, em bom estado e sem obstruções. Saiba mais:

 

Seguro condominial

É obrigatório por lei que o condomínio possua seguro contra incêndio. O pagamento do seguro, caso haja necessidade, depende diretamente do cumprimento das leis referentes à prevenção de incêndio. Entenda:

 

Escadas

Como rotas de fuga, elas devem estar devidamente sinalizadas e desobstruídas e ter corrimões instalados de forma adequada. O funcionamento das luzes de emergência também deve ser checado periodicamente. Veja:

 

Plano de Emergência

Todo condomínio deve ter um plano de emergência onde são determinados os procedimentos de cada um, acesso à planta do edifício e a localização dos equipamentos de combate ao incêndio, bem como a determinação das vias de fuga e ponto de encontro.

Depois de realizado, o plano de emergência deve ser divulgado a todos os moradores. As sinalizações devem ser feitas. E o treinamento para abandono do prédio deve ser realizado com os moradores, contando com o auxílio de um bombeiro.

 

Gostou das dicas? Por mais que possam parecer trabalhosas, leve-as em conta para uma boa gestão do condomínio!