Biometria no condomínio: 9 pontos a considerar antes da implementação


Hoje em dia para se viver em condomínio, é inquestionável o fator segurança. Cada vez mais as empresas especializadas nisso se atualizam com novos equipamentos que assegurem a segurança, tanto dos condôminos, quanto dos empregados. Hoje, vamos comentar e esclarecer algumas dúvidas sobre a biometria no condomínio e como esta tecnologia permite o controle de acesso das pessoas.

 

O que é a biometria?

Biometria, basicamente, é um estudo estático das características físicas e comportamentais dos seres vivos. Bio significa vida e metria, medida. O uso desta tecnologia é uma maneira de identificar uma pessoa por suas características, principalmente neste caso específico, as físicas.

Cada indivíduo tem características físicas únicas e singulares. Portanto, a biometria tem se mostrado uma das formas mais eficazes de identificação e de reconhecimento nas mais diversas áreas, seja em empresas, instituições de governo, nos títulos de eleitor e, também, tem sido usada cada vez mais em condomínios.

 

Veja como as características biométricas podem ser obtidas:

  • Olhos – A íris do olho é fotografada sob uma iluminação infra-vermelha;
  • Dedos – Capta as linhas da impressão digital por meio do leitor biométrico;
  • Face – É feita um reconhecimento das marcas e dos traços do rosto da pessoa;
  • Mãos – São detalhadas as dimensões, formatos, estruturas ou marcas das palmas da mão;
  • Veias – O leitor biométrico grava os volumes das veias aparentes dos membros (principalmente mãos).

 

Biometria no condomínio: 9 pontos a considerar antes da implementação

biometria no condomínio controle de acesso segurança

 

1. Facilita o trabalho do porteiro

Com a ajuda da biometria, a vida dos porteiros e, principalmente, do síndico é facilitada.

 

2. Também tem desvantagens

Essa nova tecnologia possibilita um maior índice de segurança. Mas é preciso considerar que como toda inovação, a biometria também tem desvantagens. Uma delas é que os equipamentos de biometria não são baratos. Por isso, na hora da escolha é muito importante ter uma boa base de conhecimento sobre o assunto.

Veja também:

 

3. Números impactam na escolha

O síndico, antes de levar o assunto à assembleia, deve se inteirar das opções disponíveis para o seu tipo de condomínio, levando em conta a quantidade de entradas do imóvel, o tipo de separação de imóveis de vizinhos, as medidas corretas do imóvel, as áreas que devem ser protegidas, o tipo de proteção, número de moradores do condomínio, número de empregados e prestadores de serviços contumazes.

 

4. É preciso entender a necessidade do condomínio

É bom também fazer, antes da reunião, uma pesquisa sobre a qualidade e os custos dos equipamentos disponíveis e indicados para a sua necessidade.

 

5. Boas empresas de controle de acesso para condomínios

Sempre é recomendável consultar empresas já reconhecidas, cadastradas e certificadas, já que se trata de uma prestação de serviço da mais alta importância para a segurança de todos.

6. Registro de horários e acessos

A técnica de identificação através da biometria permite ao zelador e aos moradores ter acesso a todos os registros de entradas e saídas de pessoas ligadas a eles, bem como os horários de entrada e saída dos funcionários, tanto do condomínio, quanto dos apartamentos.

 

7. Falhas de segurança

Como em tecnologia nada é 100% seguro, a biometria também não garante total segurança. Entre outras técnicas de fraude, uma impressão digital, por exemplo, pode ser falsificada através de uma impressão com silicone.

 

8. Só acesso biométrico não é o suficiente

É importante que, além da adoção da biometria, sejam implantados, ainda, outros equipamentos como câmeras, luzes de alerta, guarita blindada e outros.

Saiba mais:

 

9. Pessoal treinado é essencial

É preciso estar ciente que, como toda tecnologia, a biometria também demanda pessoal treinado e capacitado para operá-la.

 

Se, considerando todos esses aspectos, você achar que a biometria pode ser uma boa solução para o seu condomínio, então procure uma empresa especializada e solicite um orçamento.