Tudo sobre condomínio comercial


Um condomínio, resumidamente falando, é uma área na qual mais de um proprietário, simultaneamente, tem um bem. São pessoas que possuem unidades privativas e participação percentual nas áreas comuns, conforme o tamanho dessas unidades. Já um condomínio comercial, ao contrário do residencial – que é constituído por residências, ou seja, se destina exclusivamente à moradia -, caracteriza-se pela utilização por escritórios, clínicas, consultórios, lojas, empresas e galpões.

 

Detalhando o que é um condomínio comercial

condomínio comercial o que é

 

Os condomínios comerciais são comuns há mais tempo do que os residenciais. Os compostos por salas comerciais eram, no início, um dos imóveis mais valorizados nas grandes cidades.

 

Começaram com pequenos edifícios, muitas vezes até sem elevadores, para se economizar na taxa de condomínio. Mas devido à grande procura, eles foram se multiplicando e crescendo nos grandes centros.

 

Atualmente o chamado condomínio comercial expandiu-se e não se restringe mais somente a edifícios. Podem ser, ainda, grandes áreas loteadas para construção de enormes galpões explorados por empresas e indústrias.

 

Geralmente nos condomínios comerciais em edifícios, há uma grande loja no andar térreo e os escritórios de empresas ou outros tipos de serviços nos andares acima.

 

Quais as diferenças entre o síndico de condomínio residencial e comercial?

condomínio comercial síndico

 

A figura do síndico é muito importante nos condomínios, sejam eles residenciais ou comerciais. Ele é o responsável por quase tudo que acontece no empreendimento.

 

No caso dos condomínios comerciais, a gestão é um pouco mais complexa por envolver, por sua natureza, muito mais movimentação que, por sua vez, demanda cuidados mais especiais.

 

Formados, como dito acima, pelos mais variados tipos de comércio ou prestação de serviços, os condomínios comerciais exigem uma gestão de síndico melhor preparada para necessidades de todas unidades, como manutenções regulares e, principalmente, segurança. Já que, ao contrário dos condomínios residenciais, nos comerciais não são sempre os mesmos frequentadores.

 

Com a diversificação de negócios que pode existir em um condomínio comercial, é necessário que o síndico esteja completamente inteirado de todas as instalações e atividades ali exercidas. Afinal, cada uma delas envolve um tipo de cuidado.

 

Sobre a Convenção e o Regimento Interno

condomínio comercial convenção e regimento interno

 

Além da legislação vigente, que é completamente diferenciada em relação aos condomínios residenciais, nos comerciais é preciso que a Convenção do Condomínio e o Regimento Interno sejam muito específicos para a finalidade.

 

Na Convenção de Condomínio, são tratados assuntos abrangentes, como por exemplo, as regras para escolha do síndico e suas atribuições, definição dos conselhos, quórum necessário para aprovação de pautas em assembleias, etc.

 

Sendo que nas reuniões do condomínio comercial, estes assuntos geram muito mais discussão do que nos residenciais.

 

Já no Regimento Interno, as regras devem ser muito bem especificadas quanto ao uso das áreas comuns, os horários de entrada e saída dos prestadores de serviços e clientes, uso de materiais perigosos e outros.

Temas correlatos aos tratados nos residenciais, mas que também proporcionam muito mais debate, novamente, devido aos ramos de atuação muito diversos.

 

Como a tecnologia ajuda

condomínio comercial tecnologia

 

Uma grande aliada do síndico de condomínios comerciais é a tecnologia.

Ela pode e deve ser usada para a segurança, com itens como câmeras de segurança para o monitoramento de entrada e saída de pessoas, cercas elétricas e outros.

 

Ela também deve estar presente no sistema de interfonia interna, que funciona em conjunto com os smartphones dos condôminos e também com o síndico atendendo, principalmente, em situações inesperadas.

 

Com a tecnologia cada dia mais avançada, é muito mais fácil manter a observação, o monitoramento e a comunicação entre todos os envolvidos. Isso diminui sobremaneira os problemas e os riscos.

Trata-se de um investimento inicial importante cujo benefício vale a pena.

 

Em resumo, a vida de um síndico de condomínio comercial é mais difícil do que no residencial. Mas tudo depende do tamanho deles, do nível de complexidade e da contribuição dos próprios condôminos.

 

Mas com uma boa dose de conhecimento, organização e tecnologia, o síndico estará apto a realizar um bom trabalho em ambos.

 

Se você gostou de receber informações sobre síndicos, segurança em condomínios e documentações, compartilhe este artigo com seus contatos!