Tudo que você precisa saber para se tornar um síndico profissional


Em alguns condomínios, existem complexidades que tornam sua administração difícil. Em outros, não há acordo dos condôminos em torno da figura do síndico morador. Nos dois casos, a resolução do problema passa por ter um profissional para administrar o edifício. Pessoa física ou jurídica, conheça o síndico profissional e o que precisa saber para se tornar um!

 

O que é um síndico profissional?

Pessoa física ou jurídica idônea que tem poderes de representação do condomínio e funções administrativas.

 

Para assumir a função de síndico profissional, ela deve ser aprovada em assembleia, conforme disposição do art. 1.348, §2º do Código Civil Brasileiro. A lei prevê a possibilidade de o síndico não ser condômino, e por isso surgiu a figura desse profissional.

 

A pessoa jurídica, devidamente cadastrada no CNPJ, pode ser uma Administradora, inclusive.

 

A pessoa física que realiza esse serviço é considerada um autônomo, não existindo vínculo empregatício.

 

Em qualquer caso, o condomínio que for contratar um síndico profissional deve realizar uma pesquisa detalhada nos âmbitos fiscal, judicial e comercial.

 

Vantagens de ter um síndico profissional

síndico profissional vantagens

 

São muitas as vantagens de tê-lo, e todas elas passam pela atenção especializada ao condomínio, o que resulta em uma gestão profissional. As mais visíveis são:

 

  • Diminuição de gastos e otimização das verbas arrecadadas;
  • Valorização do patrimônio;
  • Facilidade em negociações e contratações;
  • Imparcialidade emocional;
  • Maior disponibilidade de tempo.

 

O síndico profissional e o síndico condômino

A principal diferença entre eles é que o síndico profissional é um terceiro, alheio ao condomínio, e normalmente possui uma capacitação para exercer essas funções.

Pode estar vinculado a uma administradora ou não.

 

O síndico condômino é morador do condomínio, já conhece seu funcionamento e seus prováveis problemas.

 

Ambos devem ser eleitos em assembleia e terão poderes de administração e representação.

E cabe destacar: se caso tiver uma Administradora que presta serviço ao condomínio, a presença dela jamais exclui a figura do síndico, seja profissional, seja condômino.

 

Como se tornar um síndico profissional

como se tornar um síndico profissional

 

O síndico profissional é um prestador de serviços do condomínio. Então, o primeiro passo para se tornar um é: gostar do trabalho e ter perfil para isso.

Liderança, idoneidade, organização, paciência, boa comunicação, ter tino para negociação e para escutar são características desejadas em um profissional que exerce a função de síndico.

 

O segundo passo é ter conhecimentos de contabilidade, administração, direito e recursos humanos.

Existem cursos de capacitação voltados para essa função que contribuem para o aprendizado desses temas, que são exigidos todos os dias de um síndico.

 

Contrato de prestação de serviços de síndico profissional

Esse documento legal é o último passo para se tornar um síndico.

 

Ter um contrato com o condomínio é importante para resguardar as duas partes e para fixar alguns pontos, como:

  • Funções e remuneração do síndico profissional;
  • O que é considerado uma hora de trabalho;
  • Condições de serviço do profissional;
  • Extinção da prestação de serviços.

 

Em geral, ele recebe por horas trabalhadas, e seu salário é discutido e aprovado em assembleia condominial. O contrato de prestação de serviços deve ser escrito e revisado por um profissional de Direito.

 

Ser síndico profissional é algo que te interessa? Se sim, agora você já sabe como se tornar um!