Organize uma feira no condomínio em 5 passos


Em tempos de crise é necessário muita criatividade e estar sempre atento às oportunidades de novidades em negócios. E foi assim que a partir de uma pequena exposição de artesanato dentro de um condomínio fechado, um negociante de massas, salgados, queijos e doces teve a ideia de organizar uma feira livre no condomínio, convidando outros feirantes, somente para atender os moradores. Daí para a implantação da feira em vários condomínios foi um passo.

 

 

Esse tipo de negócio vem aumentando exponencialmente pelo fato de agradar, não tão somente aos organizadores, como aos feirantes e aos condôminos.

Inclusive, no que diz respeito aos tipos de produtos, há até interessados em produtos orgânicos, artigos específicos para culinária chinesa, feira limpa, enfim os mais variados tipos de coisas.

 

Tudo que se refere a condomínios requer cuidados especiais. E também aqui é necessária uma série de providências para que a feira no condomínio não fracasse devido à possíveis desentendimentos entre os condôminos. Vamos a elas?

 

Organize uma feira no condomínio em 5 passos:

feira no condomínio dicas de organização para o síndico

 

1. Lance a ideia.

Tente falar com seus vizinhos sobre a novidade. Quando tiver um mínimo de adesão, leve a proposta, juntamente com alguns argumentos básicos, ao conselho, solicitando que seja convocada uma reunião para discutir o assunto. Para sua aprovação é necessária uma maioria simples, que poderá deliberar um período de experiência de, por exemplo, um ou dois meses, para que se possa aprimorar os serviços prestados e atender a expectativa dos moradores.

 

2. Aprovada a ideia, é hora de escolha dos locais onde se poderiam realizar a feira.

Tudo dependerá do tamanho do condomínio, número de moradores, estrutura, etc. Mas, geralmente, os condomínios têm utilizado um salão de festas, a quadra esportiva ou alguma outra área que tenha espaço suficiente.

 

3. Outro fator importante é resolver o dia e hora em que a feira irá funcionar.  

Normalmente, ela pode funcionar em dois horários: das 17 às 21h, durante algum dia da semana ou das 10 às 14h, no sábado ou domingo. No caso da feira que alcança a noite, até às 22h tudo precisará estar limpo e em ordem.

Não se esqueça de combinar com os prestadores do serviço que eles mesmos se encarreguem do lixo.

 

Veja também:

 

4. Sempre dependendo do tamanho e tipo do condomínio, os moradores têm que escolher o que fará parte da feira e os serviços que podem ser oferecidos.

Basicamente a feira no condomínio conta com barraca de frutas variadas, verduras e legumes em geral. Aí vai-se acrescentando as opções que a maioria aprovar, entre elas, barraca de peixe, de frango, de carne, de flores, de queijos e laticínios, de grãos em geral, etc.

 

feira no condomínio dicas de organização para o síndico

5. É imprescindível que o condomínio, na figura do síndico, firme um contrato ou compromisso com o representante legal dos feirantes, por escrito, com regras claras de tudo que foi aprovado em assembleia.

Por exemplo:

  • Local, dias e horários de funcionamento;
  • Produtos que poderão ser comercializados;
  • Que a feira tenha os melhores produtos e preços diferenciados;
  • Certidão de idoneidade dos comerciantes, inclusive referências;
  • Proibição de produtos ilícitos ou fora da validade e, principalmente, exigência de que o feirante se responsabilize por todos os recolhimentos de tributos e pelas licenças eventualmente necessárias;
  • Cláusula de possibilidade do condomínio cessar as atividades com o feirante a qualquer momento, sem direito a qualquer indenização ou multa, se for constatado precariedade em relação aos serviços combinados;
  • Obrigação do feirante em limpar o local após sua utilização, recolhendo o lixo às suas próprias custas.

 

Como ainda se trata de uma novidade, há muitas variantes e dúvidas sobre as feiras em condomínios, tanto para o condomínio, quanto para os prestadores do serviço. Por isso, somente com muita discussão e troca de experiências, poderá se adequar satisfatoriamente esse serviço que, com certeza, chega para facilitar a vida dos condôminos.

 

Comunicação tem sido um problema em seu condomínio? Veja nosso post com dicas para criar um canal de comunicação no condomínio que funcione!