quais as regras de condomínio na praia

Regras de condomínio na praia: conheça as mais importantes

Cada tipo de condomínio tem particularidades, inclusive aqueles no litoral. Veja as principais regras de condomínio na praia e cuidados importantes a serem tomados pelo síndico.

Num piscar de olhos, chega o Verão.

Com ele, aquela vontade de ir pra praia e usufruir tudo que a mais quente estação do ano oferece.

Mas para garantir uma boa estadia a todos, há algumas regras de condomínio na praia que devem ser estabelecidas e respeitadas.

Vamos a elas? 

Já pensou ter que usar elevadores cheios de areia?

E crianças gritando na sua janela quando você pretende descansar depois de um dia de praia, sol e banhos de mar?

E a lei do silêncio?

Por outro lado, famílias que partem em férias querem também curtir o período com tudo a que têm direito. 

regras de condomínio na praia

Para fechar esta conta, é que existem as regras de condomínio no litoral.

O cumprimento destas equilibra as necessidades de toda a comunidade.

O desafio para o síndico, moradores e turistas já é grande.

Porém, aumenta ainda mais na alta temporada.

Há condomínios nos quais a população do local chega a triplicar nos meses das festas e férias de Verão.

Alguns procedimentos não podem ser realizados somente nesta época.

Uma boa gestão tem que ocorrer durante o ano todo. 

Cuidados a tomar e regras de condomínio na praia a seguir

Várias regras podem ser criadas para facilitar a gestão do condomínio no litoral – e elas devem ser conhecidas por todos.

Mesmo assim, alguns cuidados adicionais podem ser tomados pelo síndico para que tudo corra da melhor forma possível durante o veraneio.

Planejamento é tudo!

regras de condomínio na praia dicas

Como nos demais condomínios, ter um planejamento eficiente contribui bastante para que tudo corra bem mesmo nos empreendimentos do litoral.

Ninguém pode ser pego de surpresa com uma possível falta de água, bem comum quando o número de usuários aumenta muito.

É importante provisionar recursos para utilização de caminhões-pipas que garantam o fornecimento se houver escassez.

Atenção às áreas de lazer

dicas de regras de condomínio na praia

O lazer nas áreas comuns precisa ser garantido.

Piscinas, brinquedoteca, academia, quadras, salões de festas, churrasqueiras e parquinhos devem passar por uma revisão completa.

Tudo deve ser deixado em ordem pra aguardar os turistas.

Regimento interno deve conter as normas do condomínio e ser conhecido por todos

regras de condomínio na praia regimento interno

A circulação maior de pessoas, principalmente crianças, demanda maior rigidez por parte do síndico e funcionários dos condomínios no litoral.

Aos condôminos, cabe conhecer em detalhes o regimento interno e se comportar conforme as normas de uso dos espaços comuns e dos equipamentos do condomínio.

Aplicar as penalidades regimentais e as sanções em caso de infrações ajudam a manter a boa convivência e a ordem.

Além de proteger o patrimônio.

Tudo isso é também dever do síndico. 

Pets costumam gerar conflitos – é preciso ter regras claras

regras de condomínio na praia pets

Mais um tema a ser administrado é quanto às regras de condomínio no litoral em relação à presença dos pets.

Os conflitos entre a vizinhança por causa de animais em condomínio também são comuns.

É necessário estabelecer como fica a circulação dos animais pelas dependências comuns.

Os donos devem recolher os dejetos dos seus bichos em sacolinhas.

E sempre carregá-los no colo. 

Regras específicas para banhistas são essenciais em condomínios de praia

principais regras de condomínio na praia

A circulação dos banhistas em áreas sociais também precisa ser monitorada.

Esportistas, crianças, moradores e turistas em trajes de banho não podem circular nos locais inadequados, tendo sua passagem restrita nos elevadores, halls de entrada e portaria.

Providenciar local de lava-pés nas entradas permitidas também é fundamental. 

Treinamento dos funcionários sobre as regras é uma boa pedida!

regras de condomínio na praia

Funcionários precisam de treinamento para poderem orientar e chamar a atenção quando houver infração das regras de condomínio na praia.

Manutenção preventiva traz tranquilidade

regras de condomínio na praia manutenção

Se você é síndico, não se esqueça, também, das manutenções preventivas em motores de portões, caixas d’água, bombas de piscinas, extintores e mangueiras de incêndio.

E da limpeza nas fossas, caixas de gorduras, etc.

Esclarecer a todos os limites das funções de cada funcionário é primordial

regras de condomínio na praia aluguel

Outro cuidado importante: não permitir que zeladores, porteiros e demais funcionários do condomínio rompam os limites de suas funções.

Eles devem ter claro quais as suas atividades no local para que não exerçam paralelamente e de forma ilegal o agenciamento de aluguel das unidades condominiais.

E é importante esclarecer tudo isso aos moradores também!

A prática do “zelador corretor” não atende as necessidades dos proprietários e nem dos interessados.

Locações de temporada são um desafio

normas e regras de condomínio na praia

Dê atenção especial para as locações de temporada.

Se a unidade for alugada, é possível exigir que o proprietário informe ao síndico o número de pessoas, nomes, documentos e tempo de permanência.

O ideal é que as normas de condomínio na praia pertinentes à locação por curtos períodos estejam no regimento interno.

É preciso que fique claro que quem responde pelas atitudes dos locadores e seus hóspedes é o proprietário da unidade.

É ele que tem a representação legal do imóvel.

Gostou do artigo de hoje? Então, confira também o post sobre regras essenciais para as áreas de lazer do condomínio!