Tudo sobre condomínio clube


Um tipo de condomínio vem tomando lugar nos grandes centros urbanos nos últimos 2 anos. O condomínio clube começa a aparecer com mais frequência nas grandes metrópoles, como uma alternativa para aqueles que pretendem fazer a maior parte de suas atividades dentro de sua “casa”. Apresentamos o conceito desse novo tipo de condomínio, suas vantagens e desvantagens, bem como os desafios de um síndico nesse empreendimento.

O que é condomínio clube?

condomínio clube o que é

Condomínio clube é um condomínio que oferece serviços e itens de lazer aos moradores, com estrutura de clube, sendo que é possível encontrar, em alguns, mercados, lojas e escolas. Tal oferta dispensa a necessidade de sair de casa para as atividades rotineiras, o que tem sido considerado importante devido ao aumento da violência.

 

Quais as vantagens e desvantagens?

Para ter uma estrutura como essa, é preciso um grande espaço. Considerando o tamanho, o número de moradores, os serviços e as facilidades, o condomínio clube apresenta muitas vantagens e desvantagens.

condomínio clube vantagens e desvantagens vale a pena

Vantagens de um condomínio clube

  • Os filhos dos moradores podem se divertir e conviver com outras crianças;
  • Taxa de condomínio pouco onerosa, já que os custos são diluídos entre centenas de unidades;
  • Dispensa de gastos com atividades de rotina, como babás, mensalidades de academia ou clube, cursos de línguas e escola de esportes (quando oferecidos no prédio) etc.;
  • Sistema de segurança mais moderno e avançado, se comparado aos prédios antigos;
  • Valorização do imóvel, devido à ampla estrutura de lazer e serviços; porém, cabe destacar que a valorização é influenciada pela localização, pela área privativa, dentre outros.

Desvantagens de um condomínio clube

  • Pouca privacidade, uma vez que o número de moradores do prédio é muito grande;
  • Possibilidade de má administração: a responsabilidade de manter um condomínio grande, com muitos serviços e espaços, é muito maior do que em um prédio comum, o que demanda grande capacidade de gestão por parte dos administradores (síndico, subsíndico, conselho fiscal).
  • Excesso de veículos, o que pode tornar a operação da garagem algo muito difícil (identificação e cadastro dos moradores e de seus veículos).
  • Possibilidade de se tornar um espaço público se não tiver regras de restrição de visitantes;
  • Apartamentos podem ser pequenos, já que o foco são as áreas comuns;
  • Possibilidade de um grande número de reformas simultâneas, o que incomoda os moradores.

 

Quais os desafios do síndico ao administrar um condomínio clube?

Com tantas questões, não é difícil imaginar que a vida do síndico de um condomínio clube é bastante agitada e cheia. As desvantagens apresentadas se tornam os maiores desafios do administrador. A boa administração passa pela gerência correta de todos os espaços, e para que isso aconteça, é preciso atentar-se para algumas ações.

Separamos algumas dicas de como o síndico pode gerir toda essa estrutura:

gestão de condomínio clube dicas para o síndico

  • Tenha uma equipe de administração, com síndico, subsíndicos, assistentes de administração e administradora de condomínio, além do conselho fiscal;
  • Contrate uma administradora de condomínio que tenha experiência com outros clientes do mesmo segmento;
  • Escolha pessoas para a equipe que tenham, além de interesse, conhecimento nas áreas necessárias (finanças, compras, contabilidade, gestão etc.);
  • Eleja um subsíndico por prédio ou torre, que atenderá as demandas específicas de cada lugar;
  • Forme comissões de moradores responsáveis por temas, como obras, segurança e lazer.

Administrar bem um condomínio clube é tarefa difícil, mas tomando os cuidados que citamos, é possível – e até prazeroso, quando se vê moradores desfrutando felizes de toda a estrutura. Se ainda tem dúvidas sobre este tipo de empreendimento, deixe um comentário para a gente!