o que faz o gerente condominial

Conheça o que faz um gerente condominial

Se você quer entender o papel desempenhado por um gerente condominial e o motivo deste profissional ser cada vez mais requisitado nos condomínios, acompanhe o post!

Você sabe o que faz um gerente condominial e qual a diferença do papel dele e do síndico?

As tarefas e responsabilidades do gerente de um condomínio são específicas, mas não menos importantes que as dos síndicos, principalmente nos grandes condomínios.

Trata-se de um reforço para garantir uma gestão condominial de excelência.

Acompanhe!

tarefas do gerente condominial

Apesar de se tratar de uma função relativamente nova no mercado, diversos condomínios de médio e grande portes estão contratando um gerente condominial para não sobrecarregar o síndico.

E também com o objetivo de que nada escape entre as inúmeras atividades necessárias ao bom andamento da gestão.

Afinal, o que faz um gerente condominial?

Um gerente condominial, também conhecido como gerente predial, é como se fosse um zelador turbinado responsável por fazer a gestão de todos os serviços relacionados à manutenção e segurança do condomínio.

Ele também administra diversos contratos, negociando tanto produtos, quanto serviços e custos.

diferença entre gerente condominial e síndico

Em relação às diferenças entre esse profissional e os síndicos, talvez a mais esclarecedora é que aos síndicos dos condomínios cabe, por exemplo, cuidar do relacionamento com os condôminos e atuar em prol de melhorias para a comunidade condominial.

É claro, ainda, que o síndico é o responsável legal pelo condomínio, o que não acontece com o gerente condominial.

Ou seja, duas funções extremamente fundamentais e que se complementam entre si.

papel do gerente condominial

O gerente condominial faz trabalhos operacionais e administrativos.

Portanto, a sintonia e o alinhamento dele com o síndico é primordial.

É como se ele fosse um braço direito que dá suporte às atividades burocráticas pertinentes ao síndico e também à administradora.

Como já dissemos, ele coordena as atividades de manutenção do condomínio, incluindo as preventivas, corretivas e emergenciais.

Pode, ainda, fazer o planejamento financeiro, bem como seu acompanhamento mensal.

Desta forma, garante-se as melhores relações custo-benefício. 

Gestão condominial: O que o gerente predial pode fazer

A figura do gerente condominial não é uma obrigatoriedade, mas ajuda bastante nos condomínios industriais, naqueles com muitas unidades, nos residenciais de alto padrão e nos comerciais.

Isto porque nestes, a circulação de pessoas e veículos é muito maior. 

o que faz um gerente condominial

Isso sem falar no aspecto das finanças.

Nestes tipos de condomínios, também é bem mais complexa a gestão dos montantes que saem e entram no caixa.

Importante também avaliar se na convenção do condomínio em questão há alguma restrição que impeça a contratação de um gerente condominial.

Uma vez contratado, ele pode assumir tarefas que vão…

Desde:

  • Comprar materiais para o condomínio, como produtos de limpeza e de bazar, por exemplo;
  • Redigir e divulgar comunicados internos, circulares, convites, avisos e outros formatos e veículos de comunicação;
  • Lançar campanhas de segurança, saúde e meio ambiente, como prevenção e combate à dengue e a incêndios ou coleta seletiva
  • Administrar as contas a receber e a pagar;
  • Coordenar o trabalho dos demais funcionários, como zeladores, porteiros, faxineiros, etc;
  • Supervisionar as atividades de prestadores de serviços dentro da área condominial;
o que é gerente condominial

Até:  

  • Elaborar relatórios;
  • Fiscalizar a portaria e demais entradas e saídas do condomínio;
  • Administrar os contratos de prestação de serviços, como lavagem do prédio, pintura de determinadas áreas como fachada, limpezas de caixa d’água, etc;
  • Supervisionar os equipamentos e equipes de segurança pessoal e patrimonial;
  • Fazer cotações e orçamentos;
  • Elaborar a prestação de contas; 
  • Garantir a realização e eficácia das reuniões de condomínio e assembleias em geral.

Perfil, competências e habilidades

Na hora de contratar um gerente condominial, é preciso ficar atento.

Como vimos até aqui, trata-se de um cargo de muita responsabilidade.

O profissional terá acesso a todas as informações do condomínio e, portanto, deve ser confiável e reunir determinadas competências e habilidades, com ética e sigilosidade. 

gerente condominial predial

O seu nível de escolaridade também deve ser levado em conta. Dê preferência para quem tem nível superior e experiência na área de atuação.

Ter noções básicas de Engenharia, Administração e Finanças também é importante. 

Mesmo que seu trabalho esteja 100% ligado ao realizado pelo síndico, espera-se de um gerente condominial flexibilidade para lidar com todos os tipos de públicos, boa fluência verbal, facilidade nos relacionamentos interpessoais, perfil de liderança, senso apurado de organização e disciplina, conhecimentos sobre contabilidade, normas técnicas e legislações correlatas à vida condominial.

Se gostou de receber estas informações, leia e compartilhe também nosso artigo sobre Como Controlar as Finanças de um Condomínio!