problemas comuns em condomínios

Problemas comuns em condomínios e como resolvê-los

O síndico deve ser um mediador de conflitos para lidar com os problemas comuns em condomínios. Veja os mais comuns e como resolvê-los.

O síndico deve ser um mediador de conflitos para lidar com os problemas comuns em condomínios. Afinal, conciliar os interesses de uma coletividade é uma tarefa bem difícil. Datas de reserva no salão de festas, vaga de garagem, inadimplência e outras situações podem causar um alvoroço.

E para resolvê-las é preciso muita conversa, o que nem sempre é o suficiente. Veja um pouco mais sobre o tema!

 

Problemas comuns em condomínios

 

Reserva de espaços

problemas comuns em condomínios

 

Um dos problemas comuns em condomínios é a reserva de espaços, como salão de festas e churrasqueira.

Se a gestão é desorganizada, a chance de existirem reservas diferentes para o mesmo dia é grande.

 

A melhor forma de resolver a questão é a prevenção. Tenha uma central de reserva de espaços, que pode ocorrer por meio de um livro-agenda ou de um aplicativo de gestão.

 

Inadimplência

problemas comuns em condomínios

 

A inadimplência é, sem dúvidas, o principal desafio dos síndicos de todo o Brasil.

Essa prática influencia diretamente na gestão e na oferta de serviços e melhorias aos demais condôminos, e pode ocasionar o aumento na taxa de condomínio.

 

Para resolver a questão, o síndico deve abrir a comunicação com os devedores de forma correta e discreta.

Oferecer meios para quitar a dívida, sem abrir mão dos valores (uma vez que o dinheiro é do condomínio), e achar um acordo é a melhor forma.

Se, porém, o acordo ou o parcelamento da dívida não deu certo, restará a via judicial.

 

Entenda:

 

Vazamentos e infiltrações

problemas comuns em condomínios

 

Vazamentos e infiltrações são alguns dos problemas comuns em condomínios.

De quem é a responsabilidade? O vizinho ou o condomínio? Quem deverá arcar com os custos da reforma?

Essa questão demanda uma investigação da origem do problema, pode envolver outros profissionais, como os caça-vazamentos. Se tudo se resolver dentro do condomínio, ótimo. Mas há muitas ações judiciais sobre a questão.

 

Para evitar esses problemas, o síndico deve estar sempre atento à manutenção preventiva, o que envolve, dentre outras coisas, a impermeabilização.

 

Garagem

problemas comuns em condomínios

Vagas de garagem e danos aos veículos são dois problemas comuns em condomínios.

Se o local não possui câmeras, é difícil identificar o responsável por aquele risco na porta ou batida na traseira. E é preciso ter provas para acusar.

Além disso, é muito comum ver a visita de um condômino estacionar seu carro na vaga de outro morador.

 

Nesses casos, o síndico deve instruir os moradores sobre o uso da garagem, bem como os cuidados. Instalar câmeras no local é uma ótima pedida.

 

Resolução dos conflitos

problemas comuns em condomínios

 

A melhor forma de resolver os problemas comuns em condomínios é o diálogo, baseado nas regras aplicáveis a cada tema.

Elas podem estar no regimento interno ou na convenção de condomínio. Após consultá-las, é interessante lembrar aos moradores sobre essas leis condominiais e o que elas determinam.

 

Se não houver nada sobre as questões no regimento ou na convenção, algumas questões podem ser decididas em assembleia, como o sorteio de vagas de garagem.

Para aquelas que são mais complexas, que não são objeto de decisão coletiva, o síndico pode buscar uma solução extrajudicial de conflitos, como a mediação ou a conciliação.

 

Há, no entanto, casos que só se resolvem na Justiça.

 

Via judicial

problemas comuns em condomínios

 

A ação judicial só é interessante quando nada que foi tentado anteriormente der certo.

O interessado deverá juntar as provas e levar para o juiz decidir. O ideal é evitar o caminho dos tribunais devido ao custo e à demora na solução da demanda.

 

Cabe lembrar que aquele que acusa outro de algo deve provar. Então, se um condômino entra com uma ação contra outro sem nenhuma prova, está fadado ao fracasso.

E quem perde a ação, além dos custos processuais, deverá pagar os honorários dos advogados do outro lado.

 

Os problemas comuns em condomínios sempre existirão. Resta ao síndico saber lidar da melhor forma para garantir a boa convivência!