quanto ganha um síndico morador

Quanto ganha um síndico morador?

Sempre fica uma dúvida na cabeça das pessoas quando o assunto é remuneração de síndico. Quanto ganha um síndico morador? Ele deve ser remunerado? Entenda.

Sempre fica uma dúvida na cabeça das pessoas quando o assunto é remuneração de síndico. Será que eles têm mesmo que ser remunerados? Quanto ganha um síndico morador? Qual a diferença entre síndico morador e o profissional?

Muito importante lembrar que trata-se de uma função bastante complexa.

A convivência na comunidade condominial é repleta de conflitos e as decisões a serem tomadas impactam um grande número de pessoas.

Diante disso, o morador que se se elege síndico ou o síndico profissional deve ser multifuncional. É necessário saber um pouco de cada coisa.

Deve ter conhecimento sobre administração e finanças e pelo menos noções de eletricidade, hidráulica e outros aspectos técnicos. E isso sem falar em legislação, Código Civil, tributações.

A preocupação constante com a segurança e bem-estar dos condôminos, o gerenciamento dos gastos, a cobrança dos inadimplentes, o controle das manutenções periódicas, a administração de conflitos e o zelo pelo patrimônio são outras funções essenciais.

Papel fundamental no condomínio

quanto ganha um síndico morador

O síndico é o representante legal do condomínio e responde civil e criminalmente por tal, segundo o Código Civil.

Para poder exercer esse papel tão importante dentro de um condomínio, além de tudo isso, é necessário ter muita habilidade para lidar com pessoas.

Todo mundo sabe que saber administrar bem as relações interpessoais é primordial em todo tipo de trabalho e independe de cargo, função ou nível hierárquico.

Cada morador pensa de um jeito. E o trato com funcionários e prestadores de serviços também demanda bastante competência.

Ser síndico é uma posição de muita responsabilidade e, portanto, nada mais justo do que essa pessoa ser remunerada.

Esta percepção já é senso comum nos pequenos, médios e grandes condomínios. Residenciais ou comerciais. Horizontais ou verticais.

Mesmo assim, ainda há muita polêmica quanto ao valor a ser pago, forma de tributação e como atender a legislação.

Quanto ganha um síndico morador?

quanto ganha um síndico morador

Definir a remuneração de um síndico não é tarefa fácil, já que não há regras específicas sobre este assunto no Código Civil.

Quem rege este tema é a convenção de cada condomínio.

Ela é soberana e não só pode como deve conter um trecho sobre como será a gratificação do síndico.

Esta decisão tem que ser aprovada e assinada por dois terços dos condôminos. Só assim a convenção entra em vigor.

Entre os tipos de remuneração, a mais comum e tradicional é chamada de “indireta”, ou seja, o síndico morador fica isento da taxa condominial.

O outro tipo é chamado de “remuneração direta”. Esta sim é uma compensação financeira para pessoa que exerce essa função sem estar atrelada ao pagamento da taxa condominial. É o chamado pró-labore.

Em ambos os tipos, não há um consenso do valor.

São várias as opiniões. Alguns acham que determinado valor é pouco. Outros acham que é demais.

Enfim, por causa disso, vem sendo cada vez mais comum a contratação do síndico profissional.

E esta tendência ganha força à medida que a vida corrida de hoje em dia não permite mais que um dos próprios moradores exerça a função.

Síndico profissional = prestador de serviços

quanto ganha um síndico morador

Diante de tanta demanda por contratação de síndicos profissionais, há várias associações nacionais e regionais discutindo como deve ser esta remuneração. Porém nada ainda foi estabelecido.

O síndico profissional ainda é considerado um prestador de serviço e, portanto, deve ter sua empresa constituída.

Claro que a remuneração desse profissional também varia demais.

Dependendo do tamanho do condomínio, das horas e dias necessários para o cumprimento das atividades e outros aspectos como região onde se localiza o condomínio em questão.

Só para você ter uma noção de valor, em um condomínio com cerca de 60 apartamentos e várias áreas comuns, o pagamento do síndico profissional pode ser algo perto dos R$ 5 mil, nas grandes capitais.

Saiba mais sobre o assunto:

Se você gostou deste artigo, vai gostar também de saber mais sobre os poderes do síndico.